quarta-feira, março 28, 2007

Calçadas de Copacabana



Para calçar a Avenida Central, que acabara de rasgar, Pereira Passos fez vir de Portugal não só um grupo de calceteiros mas até as pedras abundantes nas cercanias de Lisboa, onde, desde 1842 já se vinham formando mosaicos nas calçadas e praças. Logo, as pedras (calcita branca e basalto negro) foram encontradas por aqui, e não mais importadas, mas conservaram o nome de pedras portuguesas .

Curiosamente, o desenho das ondas das calçadas da Av.Atlântica, que caracteriza o bairro e até o Rio de Janeiro, não é brasileiro, foi trazido por aqueles calceteiros lisboetas.

O desenho foi aplicado na Praça Floriano e na calçada da Av. Atlântica, também aberta por Pereira Passos no bairro que começava a ser habitado. O piso da atual Cinelândia ganhou novos desenhos, enquanto o da Av.Atlântica mais realce, a partir de 1970, com o alargamento das pistas e da calçada, e da extensão da faixa de areia. Chamado para refazer o calçamento, Burle Marx manteve o desenho anterior, de 1906, uniformizando a orientação e ampliando o tamanho das ondas, fazendo-as condizentes com a largura da nova calçada.


Um comentário:

Aguiarsan disse...

Adorei seu texto. E repassei o link. Este é o ano do Brasil e Portugal.