quarta-feira, novembro 14, 2007

Av. Princesa Isabel


Alexandre Wagner, que havia adquirido as terras do Leme no final do século XIX, traçou algumas ruas em 1894. A uma delas denominou Salvador Correia de Sá, em homenagem a quem havia governado o Rio de Janeiro por três vezes (1637 a 1642; em 1648; e de 1659 a 1660).

Em 1906, o Prefeito Pereira Passos inaugurou o Túnel Coelho Cintra, também conhecido como Túnel Novo. Em 1938, o nome da via foi alterado para Avenida Princesa Isabel, em comemoração ao cinquentenário da assinatura da Lei Áurea.

Obras realizadas de 1943 a 1946 abriram uma nova galeria no Túnel Novo, intitulada Marques Porto, sendo duplicada a avenida com a demolição de uma carreira de prédios e a retirada de respeitável fatia da Praça Demétrio Ribeiro que foi, ainda, cortada na diagonal para facilitar o acesso à Rua Barata Ribeiro.

A Av. Princesa Isabel só alcançou as dimensões que apresenta hoje após a demolição do Hotel Vogue, que ficava na quadra da praia, destruído por violento incêndio, em agosto de 1955.

O atual canteiro central é resultado de obras realizadas em 1994/1996, ocasião em que o monumento ao Visconde do Rio Branco foi transferido para a metade da Praça Demétrio Ribeiro que fica junto ao Morro de São João. Até 1938, essa estátua estava na Glória. Hoje, na outra metade, e junto à avenida, fica uma estatua de Braguinha, como a dar boasvindas aos que chegam a Copacabana. No início da avenida, no outro extremo, junto à orla, foi inaugurado em 13 de maio de 2003, um monumento à Princesa Isabel.

As fotos mostram este logradouro em várias épocas. A atual Princesa Isabel e sua vizinha Rua Prado Junior, em 1910; é de se notar o tamanho que possuia a Praça Demétrio Ribeiro. Na foto colorida, da década de 1940, já se pode observar a redução da Praça. E, na foto tirada em sentido inverso, na década de 1950, nota-se que, embora já duplicada em parte, ainda não havia alcançado a Av. Atlântica.




2 comentários:

O Kylocyclo disse...

O incêndio no Hotel Vogue, que incluiu uma boate, ocorreu não em 1950, mas em agosto de 1955.

Carlos H disse...

Já efetuei a correção. Grato pela colaboração.