quarta-feira, novembro 21, 2007

Av. Rainha Elisabeth


Aberta em 1893 pelo Barão de Ipanema que a chamou Rua Dr. Pires de Almeida, teve seu nome alterado para Rua Valadares, em homenagem ao Prefeito Henrique Valadares (1893-1895). Em 1920, o recenseamento registrava apenas 16 construções, sendo onze com dois pavimentos e apenas um com três.

A Rainha Elisabeth e o Rei Alberto I, da Bélgica, visitaram o Brasil em setembro de 1920, razão porque o Prefeito Carlos Sampaio, por decreto de 7 de outubro de 1922, converteu a rua em avenida e lhe deu a denominação atual. O rei, em sua estada no Rio, nadou da praia de Copacabana, em frente a esse logradouro, até a Praia do Diabo.

Elisabeth era filha do Duque Carlos-Teodoro, da Baviera. Casou-se, em 2 de outubro de 1900, com o Príncipe da Bélgica, Alberto, que subiu ao trono em dezembro de 1909. Durante a Guerra de 14, Elisabeth criou hospitais e serviu como enfermeira auxiliando cirurgias, enquanto o rei comandava as tropas belgas. Alberto morreu tragicamente, em 1934, de uma queda ao escalar uma montanha. A Rainha Elisabeth voltou-se, então, integralmente, para as artes. Criou em 1937 um concurso musical que perdura até hoje. Veio a falecer, com a idade de 89 anos, em 23 de novembro de 1965.

Recentemente, o Prefeito Cesar Maia tentou alterar o nome para Avenida Rainha Elisabeth da Bélgica, no que não foi bem sucedido, permanecendo o logradouro com o nome de Avenida Rainha Elisabeth.

As fotos mostram Elisabeth da Bélgica, jovem, e o casal real quando da visita à mina de Morro Velho, em Minas Gerais.



Um comentário:

Luciana disse...

Obrigada, agora sim matou a minha curiosidade, qdo mencionam na placa da rua a Rainha Elisabeth como enfermeira. Era a rainha da Belgica.